O que é o BOM?

A geração de oportunidades de trabalho é um dos maiores desafios dos municípios. As crises econômicas, a substituição de trabalho humano por máquinas e equipamentos, a falta de qualificação profissional e os altos encargos trabalhistas, são algumas das razões do crescimento do nível de desemprego nas cidades. Os governos municipais tentam trazer empresas para os seus limites territoriais, tentando ampliar a oferta de emprego, isto, embora tenha o seu grau de eficácia, demanda tempo e nem sempre é possível no curto prazo. Neste contexto, há necessidade de buscar outras soluções para o problema.

 

O Banco de Oportunidades Municipal de sua Cidade, ou simplesmente BOM SUA CIDADE é um Sistema de Gestão das Políticas de Geração de Trabalho e Renda em uma cidade e está baseado nas seguintes premissas:

 

1 – Além do emprego formal o BOM SUA CIDADE irá incluir e fomentar a prestação de serviços autônomos e o empreendedorismo;

 

2 – Será dada ênfase aos processos de qualificação profissional, considerando as necessidades do mercado local. O objetivo passa a ser abastecimento do mercado de trabalho local com serviços qualificados.

 

Como se desenvolve e quem participa deste processo?


 



 

 

Quem necessita de um serviço, fornece as informações ao BOM SUA CIDADE indicando as características da sua oportunidade de trabalho.

 

Quem está em busca de uma oportunidade de trabalho, disponibiliza o seu currículo.

 

O BOM SUA CIDADE faz a gestão das informações, filtrando-as e tornando-as acessíveis, tanto para quem oferece uma oportunidade de trabalho, quanto para quem deseja trabalhar; numa relação direta, sem intermediários.

 

O BOM SUA CIDADE também identifica as necessidades do mercado de trabalho que não estão sendo atendidas pela insuficiência de profissionais qualificados. Organiza e faz a divulgação de cursos de profissionalização, visando suprir o déficit do mercado local.

 

As Prefeituras e Entidades Privadas de Ensino (SEBRAE, SENAI, SENAC, SENAT, entre outros), poderão utilizar as suas estruturas e programas de capacitação profissional e empreendedorismo (inclusive microcrédito) para que estes profissionais possam ser absorvidos pelo mercado.

 

Após o processo de qualificação, os currículos dos profissionais são atualizados, enriquecidos

 

pelos novos conhecimentos adquiridos e quem necessita do serviço é avisado da nova força de trabalho disponível.

 

As Prefeituras e organizações não governamentais (associações de bairros, entidades filantrópicas, etc.) promovem um apoio social, ajudando as pessoas a terem acesso ao BOM e integrando-as ao serviço.

 

O Banco de Oportunidades Municipal propõe a organização de esforços dos poderes públicos municipais e da sociedade civil para o desenvolvimento das ações que visam a geração de trabalho e renda de uma cidade.